osde

Existe diferença entre um Engenheiro e um Técnico de Segurança no Trabalho?

O Engenheiro de Segurança do Trabalho – profissional com formação superior – é responsável pelas questões burocráticas do departamento e por usar de seus conhecimentos técnicos e estratégicos para melhorar o ambiente de trabalho, já o Técnico de Segurança do Trabalho, cuja escolaridade é de ensino médio, é encarregado de pôr em prática as orientações vindas do engenheiro.

Segurança no Trabalho

Segurança no Trabalho é um conjunto de normas e legislações que buscam assegurar a saúde e a segurança física do trabalhador. Essas normas podem ser médicas, educacionais, administrativas, técnicas e comportamentais.

Têm como principal objetivo promover a qualidade de vida dos colaboradores enquanto estão em atividade. Para que isso ocorra, algumas medidas específicas são tomadas, como:

  • Treinamentos em equipe;
  • Reuniões, capacitações e diálogos diários de segurança;
  • Utilização de equipamentos de segurança coletivos e individuais;
  • Criação de documentos técnicos (PPRA, APR, Ordem de Serviço, etc).

Sabemos dos diversos riscos e perigos que muitas vezes o ambiente de trabalho pode ocasionar aos trabalhadores.

A radiação, contato com agentes biológicos, eletricidade, máquinas e equipamentos, incêndios, armazenamento e transporte de materiais, manuseio de produtos perigosos e ferramentas manuais são alguns exemplos de perigos enfrentados pelos trabalhadores.

A Segurança do Trabalho vem justamente para ajudar a proporcionar ao trabalhador e empresa um ambiente sem riscos e perigos!

Técnico em Segurança do Trabalho: O que faz?

É o responsável pela proteção dos trabalhadores e têm o compromisso de conscientizar a prática da segurança do trabalho e do uso dos EPIs adequados.

A informação, conhecimento e conscientização têm como resultado, a prevenção de acidentes!

Quais as principais funções de um Técnico de Segurança do Trabalho?

As principais funções que um Técnico em Segurança do Trabalho deve desempenhar são:

  • Implementar e participar da elaboração e políticas de saúde e segurança do trabalho (SST);
  • Desenvolver ações educativas na área de SST;
  • Realizar o diagnóstico da situação de SST da instituição;
  • Investigar, analisar e recomendar medidas de prevenção e controle de acidentes;
  • Identificar variáveis de controle de doenças, acidentes, qualidade de vida e meio ambiente;
  • Integrar processos de negociação;
  • Participar da adoção de tecnologias e processos de trabalho;
  • Orientar o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC).

Mas fique atento para um detalhe: mesmo um Engenheiro de Segurança do Trabalho podendo realizar as funções de um Técnico em Segurança do Trabalho, o Técnico não pode seguir o caminho reverso.

O Engenheiro de Segurança pode Substituir o Técnico de Segurança?

Um Engenheiro de Segurança do Trabalho não poderá substituir o Técnico de Segurança do Trabalho no SESMT de determinada empresa, pois eles executam funções só podem ser exercidas por eles.

E ai? Este post ajudou a esclarecer um pouco as diferenças?

Comentários (2)

  1. Rafael Roder Rossoni
    02/04/2021

    É viável para um engenheiro de segurança do trabalho que queria expandir sua área de atuação em empresa menores, realizar um curso técnico para obter o título de técnico em segurança do trabalho?

    • Perfil Gestão Ocupacional
      20/04/2021

      Boa Tarde Rafael! Essa pergunta é bem subjetiva, por isso iremos expressar nosso ponto de vista.

      Depende de cada situação! Sua pergunta fala em expandir sua área de atuação e por essa análise fria, não achamos VIÁVEL, pois essa opção não irá expandir sua área (Engenheiro), e sim abrir uma nova porta de entrada no mercado de trabalho como TST (Técnico por exemplo).

      Agradecemos seu contato e sinta-se a vontade para novos questionamentos. 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha *