Exagerar no volume e no tempo de uso pode causar problema na audição.

O fone de ouvido sempre foi muito popular entre os jovens para ouvir músicas. Atualmente, o uso do fone de ouvido vem aumentando substancialmente já que muitos de nós, por conta do distanciamento social, vem atuando em home office.

O fone de ouvido que era então usado predominantemente para o lazer, vem sendo utilizado de forma diária e por muitas horas.  Não esquecendo que muitas vezes ainda continua sendo usado após o período de trabalho ou o período escolar, aí sim, direcionado ao lazer.

Em tempos de homeschooling (Educação Domiciliar), mudou também o relacionamento com o ensino. Hoje as crianças, adolescentes e todos que usam essa metodologia, tem a necessidade de uso para o acompanhamento adequado das aulas.

Como usar fone de ouvido sem prejudicar a audição

Para evitar problemas auditivos, alguns cuidados básicos devem ser levados em conta:

Intervalo de uso

Fazer alguns intervalos no uso do fone. O ideal é fazer essa pausa nos intervalos entre aulas ou entre reuniões.

Retirá-los para que seu ouvido possa “respirar”. A cada 2 horas de uso do fone, dar um intervalo de no mínimo 15 minutos sem o uso.

Volume

Cuidado com a intensidade do som (volume).  O som do seu fone não deve ser ouvido pelas pessoas ao seu redor.
Se alguém que está a um metro de você está ouvindo o seu som, é sinal de que ele realmente está alto demais. O volume de seu fone não deve ultrapassar a metade da capacidade total.

Preste atenção no ruído externo. Em lugares mais silenciosos, você deve utilizar menor intensidade do som.

Dica:

O problema de usar fones de ouvido em locais barulhentos, como no ônibus, é que acabamos aumentando o volume em excesso. Uma boa dica é usar um fone com bloqueador de ruídos externos, portanto, é uma boa pedida para quem não abre mão de ouvir música e ver vídeos em locais barulhentos.

Ao neutralizar a poluição sonora externa, eles permitem reduzir significativamente o volume do som do aparelho.

Veja o infográfico abaixo para entender melhor o volume ideal.

infografico-volume-do-fone-de-ouvido
Limpeza

Ao final do dia, limpe seu fone com um pano úmido embebido numa solução de água e sabão. O fone do tipo plug (pequeno, que se insere no canal auditivo) pode ser embebido numa solução com álcool 70º.  A maioria dos fones, em seu manual de uso, já tem a instrução de como deve ser feito a limpeza.

Após limpá-lo, deixe seca ló ao ar livre e guarde dentro da caixinha para ser utilizado no dia seguinte (nunca o guarde molhado)

Complicações extras

Fones de ouvido muito tempo dentro do canal auditivo pode levar a uma proliferação de bactérias e fungos (ainda maior se o fone estiver úmido) o que pode levar a doenças como a otite.

Não compartilhe seu fone de ouvido!

Se você estiver com alguma infecção/inflamação ou qualquer outra doença no ouvido, de preferência ao fone do tipo concha (o grande).

O uso excessivo do fone de ouvido em sua intensidade elevada pode levar a perda auditiva, destruindo algumas células do ouvido.

Atenção aos sinais

As perdas auditivas, que começam a ser percebidas quando não conseguimos mais distinguir direito os sons e compreender claramente as palavras, podem comprometer – e muito – nossa qualidade de vida.

A maior intolerância a sons altos e a presença de zumbido podem ser alguns sinais de perda de audição proveniente do ruído (sons altos). Esse tipo de perda é IRREVERSÍVEL. Caso perceba algo fora do normal, procure orientação médica. Quando mais cedo o diagnóstico, maior chance de se evitar complicações.

O bom senso no uso, assim como a limpeza correta e constante, pode fazer com que o seu fone de ouvido, continue sendo seu grande aliado em seus momentos de trabalho, estudo e lazer.

Patricia Cidral
Fonoaudióloga

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha *